Sexta-feira, 26 de Julho de 2013

Um fim de dia, um final de semana

As semanas têm passado num instante, quando dou conta já é sexta feira! Hoje dia dos avós com actividade no trabalho. Depois do trabalho telefonei a uma amiga, que estava de partida para o sul. Agarrei nas pernas e fui caminhando com pensamentos vagos, o coração apertado e sentimentos nostálgicos, recordando aqueles que já partiram e as saudades que me fazem, aqueles que verdadeiramente foram os meus avós. Fui caminhando para ver se passava, com uma primeira paragem no celeiro na Av. da República, depois fui andando mais até à Av. de Roma, segunda paragem. Depois telefonei ao sócio e a terceira paragem foi na Rua Casimiro Freire. Ao todo, vim a pé da Av. de Berna ao pé da Gulbenkian até ao Alto do Pina. Gosto de andar na cidade sem tempo e sem pressas. Comecei a sentir uma dor no braço, uma boa desculpa para parar no celeiro e ver produtos naturais para as dores, mas fiquei mais convencida pelo chocolate preto com bagas de goji que acabei de provar e é uma verdadeira delícia! Nesse mesmo local, Av. Júlio Diniz mesmo ao lado do centro comercial Apolo 70 , há um espaço comercial que têm um antiquário, onde fiquei prendida à vitrina a olhar para umas formas pequeninas de fazer chocolates, como as modernas e silicone, mas aquelas num material de metal ou alguma coisa parecida, lindas e caras, pois trata-se de um casa de antiguidades. Depois fui até à Av. Roma, gosto de recordar as vezes que ali durante quase três anos caminhei, parei, tomei chá, ri e chorei; acabei por continuar a caminhar e fui mesmo ter com o sócio, quando era suposto ter ficado descansadinha à sua espera. Ainda tive a surpresa de encontrar a Senhora Dona D. uma criatura adorável, com um ar muito jovem e que gosta muito dos meus bolinhos. Dali seguimos viagem para casa, agora aqui sentada no sofá estou caladinha sem me queixar dos meus pés, já para não falar nesta dor no braço que não passa. Acho que o tempo vai mudar...Hoje terminei um livro, que me despertou interesse quando uma colega de profissão me disse que o estava a ler, "O Retorno" é um monólogo contado pelo Rui um filho de um casal português que vivia em África, relata factos desde a descolonização da Angola e a vinda para Portugal, preenchido de amores, tragédias, angústia, incertezas face ao futuro e  muitas, muitas perdas. O que estas pessoas passaram fui de uma crueldade inexplicável...Entretanto já tenho a "Madrugada Suja" do Sousa Tavares que comprei ontem em promoção na feira do livro do Continente. É o que vou fazer agora, esticar o esqueleto no meu colchão yoga e ler até adormecer. Amanhã é fim de semana :)

Sinto-me:: a precisar descansar
publicado por mg_criacoes às 21:37
link do post | comentar | favorito

Marisa Rebiteza

Fevereiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28

Posts recentes

Terá um fim?!

Decorações de Natal

Boas Festas!

Uma massagem para acalmar...

Sem relógio? Sem telemóve...

Bolo-pudim

Licor de canela

Calor em fim de Outubro, ...

Arquivos

Tags

actividade profissional

actividades domésticas

amizade

bijuteria

bimby

experiências

faculdade

família

férias

lazer

livros

memórias

natal

receitas

relações interpessoais

relações profissionais

saúde e bem-estar

sentimentos

tempo

viver

todas as tags

Links